Oportunidades

Como importar ferramentas

Aprenda nesse guia como importar ferramentas e quais os principais aspectos nessa operação

Redação Gainholder 02 Jul 2020 • 5 minutos
Como importar ferramentas

O mercado de ferramentas já foi cativo de poucos fornecedores locais. Hoje, pela própria dinâmica do mercado, o universo de opções é grande. Além disso, existem várias segmentações de ferramentas, são elas:

  • Ferramentaria Geral
  • Serviços Industriais
  • Automação Industrial
  • Metrologia
  • Estamparias
  • Corte/Dobra
  • Usinagem
  • Mecânica
  • Outras

As ferramentas ganharam muita qualidade e precisão, seja para uma aplicabilidade doméstica ou profissional. Dessa forma, dependendo da aplicação ou usabilidade, haverá exigências no que tange ao atendimento às normas internacionais e/ou brasileiras, como a ABNT.

Outro ponto em destaque, são as ferramentas com fonte interna ou externa de energia – que podem se submeter a certificação facultativa ou compulsória pelo Inmetro.

Antes de importar ferramentas, é essencial conhecer muito bem a aplicação para saber se o item atende às exigências dos segmentos, seja pela composição, características de segurança, calibragem, normas técnicas, entre outros.

Importação de ferramentas
Exemplos de algumas ferramentas que podem ser importadas

O principal país fabricante é a China – muito procurada pela terceirização da manufatura de grandes marcas. Para quem deseja ter sua própria marca em uma linha de produtos, ferramentas são uma ótima opção! Grandes marcas hoje consagradas no mercado nacional foram constituídas pela importação: Vonder, Foxlux e outras. Mas também existem outros mercados tradicionais na fabricação de ferramentas como Alemanha, Estados Unidos e Itália.

Tais produtos, em geral, costumam ser o primeiro acesso à importação de distribuidores e varejistas, pois esse segmento é caracterizado pela baixa complexidade, e permite uma boa margem de lucro na venda. O gatilho do sucesso é encontrar o ponto de equilíbrio entre a variedade do mix de produto e suas respectivas quantidades. Como usualmente as ferramentas vêm em famílias grandes, como por exemplo a chave de fenda, que possui diversos tipos de tamanhos, não há necessidade de trazer a família completa, mas sim as que possuem maior índice de venda.

Outro aspecto é a atentar é a qualidade. Na China, em especial, é possível encontrar todos os tipos de qualidade – que pode até ser um grande atrativo de redução de custo e aumento do lucro nas vendas – mas que também pode trazer grandes dores de cabeça com rocas e reclamações recorrentes, por exemplo. Assim, retornamos a um ponto já citado que é conhecer seu público-alvo, e saber qual características atendem suas exigências e expectativas.

O investimento para importar ferramentas não é elevado, no geral, a revenda parte de um investimento de vinte mil dólares. Caso a importação seja para consumo, como o caso de uma indústria que querer manutenção das ferramentas, o valor pode ser ainda mais baixo e por demanda.

A Gainholder possui soluções para encontrar fornecedores e realizar a inspeção para sua segurança, sem sair do Brasil, que traz uma grande redução de custo. Outro ponto é: não se aventure na China sem a devida experiência. A cultura de negócio é muito diferente da brasileira, além dos aspectos técnicos de Comércio Internacional, que se pactuado de forma equivocada, pode comprometer um excelente projeto que poderia dar certo.

Ainda está em dúvida sobre esse segmento? Importe ferramentas e muitos outros produtos com a Gainholder. Esse é um mercado extremamente lucrativo, não deixe sua empresa de fora. Entre em contato conosco e entenda como podemos te ajudar a importar



Cases de clientes da Gainholder - Importação de ferramentas

CASE 1: Em nossa carteira de clientes, temos uma empresa de ferramentas e fixadores italiana. Na época, recém-chegados no Brasil, desconheciam a cultura local bem como os fatores técnicos, tributários e fiscais. A Gainholder abraçou o cliente e iniciamos os primeiros cenários de importação. Entretanto, não bastava apresentar os custos da importação, era necessário construir os preços de vendas, as margens, e as estratégicas de venda. A equipe não poupou esforços mesmo estando fora do escopo atender a demanda do cliente, que estava buscando um posicionamento estratégico no mercado brasileiro, e em curto prazo, na américa latina.

As importações começaram inicialmente com ferramentas, e o produto desde o início já sinalizava ser um grande sucesso de vendas. Com um diferencial de qualidade sobre o produto tradicional comercializado no Brasil, não só propiciou um rápido crescimento nas vendas, como também a expansão em quase todos os estados. Sempre alicerçados em planejar e realizar, a Gainholder manteve a sintonia com seu planejamento e expectativa. Vale lembrar que as exigências desse cliente eram muito superiores às do mercado nacional, e mesmo assim a Gainholder cumpriu com excelência seu papel.

Hoje a empresa disputa entre as melhores da América Latina, América do Norte e Ásia, além do mercado europeu onde está sediada a matriz.


CASE 2: Uma pequena distribuidora de fixadores e ferramentas paranaense, cujo nome mantemos em confidencialidade, estava atenta à informação de que a importação dominaria o mercado. Algumas tentativas de importação foram frustradas com a perda de um pagamento de um fornecedor Chinês. Apesar do cenário de grande desconfiança, ainda assim, foram insistentes e procuraram uma empresa especializada – a Gainholder.

Da primeira reunião com um clima de ceticismo pelos dois sócios diretores, já passou para a segunda com grande otimismo. Apresentamos todo o processo de importação, e as garantias para evitar perdas e assegurar um processo de coleta na China para entregar na distribuidora no Brasil.

A primeira importação foi um sucesso: produto vendeu rápido, superando expectativas. Além de mais barato do que comparado a uma aquisição nacional, o produto tinha uma qualidade infinitamente maior. As importações ganharam volume, recorrência, e abrangência para produtos correlatos. Em menos de 3 anos a empresa deu um salto, cresceu, e se estruturou. Uma sede própria foi construída com mais de 8.000m2. Constatação de que a importação trouxe o empuxo para este sucesso.



Comparativo Ferramentas no Brasil x Ferramentas importadas

Abaixo fizemos um comparativo do custo de algumas ferramentas vendidas no Brasil vs análogas produzidas em outros países.
*O preço internacional foi colocado em dólares
*Essa é apenas uma estimativa, é preciso acrescer ao valor do produto fabricado no exterior o custo de importação e nacionalização
***O preço pode sofrer variações após a publicação desse guia

Ferramenta Preço Brasil (Real) Preço Importada (Dólar)
Kit Chave Philips - 18 peças R$98 US$4,30
Martelo de aço R$25 US$0.65
Alicate simples R$28 US$3.35
Trena R$22 US$0.89
Comentários
.