Oportunidades

Como importar lâmpadas de LED, Vapor de sódio, etc

Aprenda nesse guia como importar lâmpadas e quais os principais aspectos nessa operação

Redação Gainholder 25 Ago 2020 • 5 minutos
Como importar lâmpadas de LED, Vapor de sódio, etc

CENÁRIO: A iluminação, além de um fator estético, é também considerada um fator de segurança. Anteriormente as lâmpadas eram majoritariamente halógenas, que apesar de trazer um baixo custo, eram lâmpadas de alto consumo de energia elétrica. Com o ingresso de novas tecnologias, substituiu-se por novos modelos, como o LED.

NA PRÁTICA: Antes de se dar qualquer passo, é importante saber qual lâmpada se deseja importar. As principais são as fluorescentes, vapor de sódio, metálica, mercúrio e LED. Ao selecionar o modelo é fundamental realizar a correta classificação, principalmente quando se tratar da família LED. A LED possui uma vasta linha que, para um importador menos familiarizado, pode acabar classificando incorretamente seu produto.

A próxima etapa é encontrar um fabricante. O polo de fabricação continua sendo a China, e vale ressaltar que a qualidade não pode ser subjugada. A produção da lâmpada deve possuir um controle rigoroso para que não sejam embarcadas ao Brasil unidades com alto índice de quebra (não-funcionamento), o que irá gerar um alto índice de troca e substituição.

Os tratamentos administrativos são rigorosos devido ao fato de que, no passado, importadores traziam produtos de baixa qualidade que não correspondiam com as especificações ou validade (horas de uso), o que ocasionava prejuízos aos consumidores destes produtos. O INMETRO disciplinou as normas e passou a exigir o registro compulsório para importação de Lâmpadas.

Importação de lampadas
Exemplo de lâmpada de LED que pode ser importada.

Esse processo de registro exige tempo, pois as lâmpadas a serem importadas deverão passar por um rigoroso teste em laboratórios homologados pelo INMETRO. Tendo o resultado positivo, a empresa requerente poderá empregar o selo no produto e importá-lo.

Alguns importadores, para se tornar mais competitivos, acabam utilizando um subterfúgio incorreto de reduzir a qualidade do produto em prol de uma redução do custo do produto. O INMETRO está atento a estes comportamentos e o programa do registro possui um plano de manutenção, onde amostras são coletadas no mercado brasileiro para testes. O resultado das amostras retiradas deve ser igual a submissão do registro. A não conformidade entre eles gerará proibição das vendas, e até outros tipos de penalidades e multas.

Um aspecto importante também é a logística: a lâmpada é um produto delicado, e requer cuidados com as embalagens individuais e transporte. Considerada uma carga cuja importação de pequenos volumes passa a ser inviável, a operação geralmente é de containers fechados de um ou mais modelos. Assim, a correta acomodação na paletização, respeitando o limite de empilhamento, não pode ser esquecida.

A liberação alfandegária é fluída quando toda a documentação necessária está organizada e regular. No início das importações de LED, existia ainda grande insegurança dos fiscais por conta da classificação, logo, ocorriam multas por erros de classificação, ainda que de muitos fossem autuados indevidamente. Hoje, as informações estão mais democráticas e acessíveis tanto para as instituições reguladoras e fiscalizadores, quanto ao público em geral.



Cases de clientes da Gainholder - Importação de lâmpadas

CASE 1: Uma fábrica de materiais elétricos que participava de grandes licitações para iluminação pública, estava interessada em importar lâmpada de vapor de sódio. A empresa possuía apenas os modelos, mas desconhecia as especificações técnicas das lâmpadas. A Gainholder fez um intenso trabalho para catalogar as especificações técnicas referenciais utilizadas no mercado nacional, para depois iniciar a pesquisa de mercado internacional. Determinadas as famílias das lâmpadas, foram realizadas importações de amostras dos principais fornecedores que atenderam nos fatores técnicos inicialmente, e depois comerciais. As amostras importadas, por serem itens de estoque não customizados destinados a outros mercados tiverem um péssimo desempenho. Desse modo, exigia-se uma produção dentro dos parâmetros de especificações brasileiras. Novamente foram realizadas importações de amostras e, dessa vez, os testes foram um grande sucesso. As importações ocorrem em grande escala para atender às licitações públicas e para distribuição em varejo em todo o Brasil. A empresa, satisfeita com o primeiro projeto de importação de lâmpadas, desejou ampliar sua linha de importados.

CASE 2: Os investidores estão sempre à procura de novas oportunidades de negócios, e as lâmpadas de LED eram um grande sinal de inovação. Com a notícia de que a lâmpada halógena iria ser descontinuada, iniciou-se uma corrida desenvolvendo estudos de viabilidade. A Gainholder, na época, foi procurada por dezenas de grupos e investidores que tinham interesse em explorar o segmento. A Gainholder realizou pesquisas com fornecedores, análise do processo e custo para registrar junto ao INMETRO, além claro, do planejamento da importação (VAMCO) e estudos tributários. Estes dossiês, em vários casos, não resultam em importação, mas compreendem a faixa de lucro do segmento: se vale a pena investir em empresas do setor (exemplo S/A), ou até financiar suas operações. Os trabalhos da Gainholder sempre foram elogiados pela sua acuidade, tornando os números não só referenciais, mas sim exequíveis e passiveis de auditoria.



Dúvidas frequentes

💡 É preciso certificação no INMETRO para importar lampâdas?

Sim, as lâmpadas possuem a necessidade de registro compulsório no INMETRO para poderem ser importadas.

🗺️ Onde estão os principais fornecedores de lâmapdas?

A China hoje é o maior produtor de LED do mundo e também de outros tipos de lâmpada. A variedade de cores, preços, qualidade e funções é enorme no país.

💵 Qual o imposto de importação sobre lâmpadas?

Depende do tipo de lâmpada, como existem vários modelos existem também várias NCM, é preciso classificar o item corretamente para descobrir a alíquota de imposto incidente.

Posso importar também luminárias como Paflon, Spot e Painel Cob?

Sim, luminárias também podem ser importads sem grandes restrições.
Comentários
.